Rádio Criciuma

Rádio Criciúma

Colunistas
 
Colunistas > Néia Pavei - Itália > Aborto simplificado * Fim da união * Bloco europeu com a corda no pescoço * Fezinha * Carvão é coisa do passado * Te cuida Dunga

Direto da Itália

28/04/2010
Aborto simplificado * Fim da união * Bloco europeu com a corda no pescoço * Fezinha * Carvão é coisa do passado * Te cuida Dunga

Jornalista Néia Pavei
Da Belluno, Itália

Aborto 1
È ainda polêmica a distribuição nos hospitais italianos da pílula abortiva RU486, mesmo que a normativa europeia obrigue as estruturas públicas a fornecê-la a todas as gestantes que querem interromper a gravidez sob cura médica. Alguns “governadores” de províncias se negam à distribuição da droga porque são contrários ao aborto e, assim, reforçam a posição do Vaticano.
Mas a lei é clara: a RU486 é um direito às mulheres determinadas a fazer o aborto e que não ultrapassem a sétima semana de gestação. A pílula custa só 14 euros (mais ou menos R$ 33). No Senado italiano, se acumulam os pedidos para que os hospitais parem com a distribuição porque, alegam os parlamentares, incentivam o aborto.

Aborto 2
A RU486 já existe há muito tempo em países como Holanda e Alemanha, mas bem pouco usada. Na Itália, estima o Ministério da Saúde, pelo menos 120 mil abortos são feitos a cada ano. Milhares em casa, sem assistência médica e com graves riscos às gestantes. Na França, o número de interrupções de gravidez chega a 200 mil. É o campeão na Europa.
Os médicos e políticos defensores da RU486 dizem que a pílula, na verdade, facilita um momento muito difícil para as mulheres, porque interrompe a gravidez num hospital, com assistência médica, sem cirurgia e anestesia. Na prática, a gestante vai ao hospital, toma a pílula e, se sentir bem pode voltar para casa no mesmo dia, sem internação. Esta droga não é vendida nas farmácias do país. Sua distribuição sò pode ser feita nos hospitais.

Fim da união
Foi a notícia da semana: o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi perdeu, ou está para perder, um dos seus grandes aliados na base que o sustenta no Parlamento. Fini, que tinha um partido anos atrás, mas decidiu se unir com aquele de Berlusconi e dar seu apoio incondicional, botou a boca no trombone e chutou o balde. E deu de dedo no primeiro-ministro, dizendo na cara aquilo que não aceita no governo e ameaçou retirar-se da base com outros políticos. Por enquanto, tudo ficou no bate-boca, mas se se retirar, e levar uma turma consigo, Fini poderá ser protagonista de uma mudança e tanto no governo italiano. Há quem diga que os dias de Berlusconi estão contados e as más línguas ja falam de eleição antecipada. Uma crise política que se une à grave crise econômica pela qual atravessa a Itália há dois anos, com uma taxa de desemprego beirando os 9%.

Tem quem está pior
A Grécia está à beira da falência, e o mundo sabe, mas pouco se fala que há outros países do bloco europeu com a corda no pescoço. Depois da Grécia, vem Portugal, Espanha e, em quarto lugar, Itália. E haja euro para socorrer toda esta gente!

Fezinha
Os números surpreendem: dos 60 milhões de habitantes da Itália, pelo menos 30 milhões fazem uma “fezinha” nos chamados jogos de azar, como lotos e raspadinhas. São os chamados apostadores esporádicos. Outros 18 milhões ao ano jogam sempre, como um investimento fixo e uma dose infinita de esperança de ganhar uma bolada e mudar de vida.

Carvão é coisa do passado
O ex-vice-presidente dos Estados Unidos e atual ambientalista, Al Gore, em visita à Itália, foi categórico em criticar os estudos feitos no país para a abertura de novas centrais elétricas a carvão. “Vai contra qualquer projeto de desenvolvimento econômico sustentável”, disse. Trocando em miúdos, disse que a energia derivada da queima do carvão é coisa do passado.

Foto: ReproduçãoTe cuida Dunga
Muitos jornalistas italianos dão como certa a contratação de Leonardo como futuro técnico da Seleção Brasileira, depois do Mundial na África do Sul. Mas, o Dunga já sabe?
É certo que por aqui Leonardo patina no Campeonato Italiano como técnico do Milan, de Milão. E pelo andar da carruagem não conseguirá ficar nem mesmo entre os quatro primeiros da competição.
Outros jornalistas, no entanto, dão como já contratado pelo Flamengo, apesar da direção do Milan assegurar que ele fica mais uma temporada.

Fotos, criticas ou sugestões enviar para Foto:
Reproduçãonpavei@vodafone.it ou francobonafe@alice.it

(O site Rádio Criciúma.com.br não se responsabiliza pela publicaçãio de textos e/ou imagens assinados em "Colunistas" ou outras páginas do site, sendo seus titulares ou autores os únicos responsáveis)

 
   

home | notícias | artigos | colunistas | livro de visitas | vídeos
anuncie | aovivo | cadastre-se | galeria de fotos | cidades
classificados | quem toca aqui

Copyright © 2018. Todos os direitos Reservados

Classificados
O que você procura?
Webcam Ao vivo
imagem da webcamClique para ver ao vivo, imagens da nossa webcam.