Rádio Criciuma

Rádio Criciúma

Homem e cuidadora são indiciados por tentar conseguir pensão e herança de idosa falecida
Polícia - 04/10/2021 - 22h03min

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Chapecó, concluiu uma investigação que apontou a prática de crimes por parte de um homem que teria se identificado como companheiro de uma falecida servidora pública para obter a pensão e a herança dela.

Em setembro de 2020, a Polícia Civil de Santa Catarina foi instada a apurar possíveis ilegalidades cometidas por um homem que requereu benefício previdenciário e herança alegando-se companheiro de uma servidora pública aposentada do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, falecida em fevereiro de 2020, aos 79 anos.

Como prova do que alegava, o homem, de 42 anos, apresentou uma escritura pública realizada por ele e tal idosa, em que declaram serem companheiros desde o ano de 2011. Diante das inconsistências na versão do indivíduo e dos questionamentos de familiares e pessoas próximas à idosa, que jamais a viram na companhia de tal homem, a DIC/PCSC de Chapecó deu início à investigação dos fatos.

A DIC/PCSC apurou, por meio de depoimentos, pesquisas, análise de documentos e outras diligências, que o homem teria se aproximado da aposentada por meio da própria cuidadora dela, induzindo a idosa em erro para realizar a escritura pública de união estável no ano de 2016.

Com o falecimento da idosa, o golpista requereu uma pensão ao Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina, entidade gestora do Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos Estaduais, alegando-se companheiro e dependente da mulher. Tal pedido foi negado pela entidade, que desconfiou da versão dele.

Ainda, o homem ajuizou a abertura do inventário da falecida, requerendo a herança deixada por ela, destacando-se um valioso imóvel situado no Centro de Chapecó.O Poder Judiciário ainda não se pronunciou definitivamente acerca do pleito.

As investigações mostraram que a cuidadora, que já tinha antigo relacionamento com o homem, teve participação fundamental nos ilícitos, já que era pessoa tida como de total confiança pela idosa e sua família, inclusive morava em uma casa no mesmo imóvel onde a idosa residia. Assim, a cuidadora teria aproximado o indivíduo da aposentada e a convencido a formalizar a escritura pública.

Crimes
O homem e a cuidadora foram indiciados pela prática de crimes de falsidade ideológica, tentativa de estelionato contra entidade autárquica de previdência social, além do delito previsto no art. 108 do Estatuto do Idoso.

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público para análise quanto à denúncia pela prática de tais crimes. O juízo que avalia o pedido de herança também foi comunicado das conclusões da investigação criminal.

Polícia Civil. Edição: Rádio Criciúma 





Últimas notícias
03/12 - Meteorologia
Previsão do tempo para os próximos dias
01/12 - Esportes
Abuso sexual: WTA suspende torneios na China por situação de Peng Shuai
01/12 - Política
Plenário do Senado aprova indicação de André Mendonça ao STF
30/11 - Meteorologia
Previsão do tempo para os próximos dias
30/11 - Justiça
Fotógrafo que abusava de mulheres durante ensaios é condenado na Grande Florianópolis
» Mais Notícias

home | notícias | artigos | colunistas | livro de visitas | vídeos
anuncie | aovivo | cadastre-se | galeria de fotos | cidades
classificados | quem toca aqui

Copyright © 2021. Todos os direitos Reservados

Classificados
O que você procura?
Webcam Ao vivo
imagem da webcamClique para ver ao vivo, imagens da nossa webcam.